Giselle Tori Barra, Palavras ao Vento, Meu Recanto

Palavras ao Vento , Lançam Sentimentos

Textos

Educação familiar - Possíveis Reflexões
Eu, como educadora, observo em minha atividade, a relação Filhos e Pais, em reuniões, e sala de aula, dessa forma ampliei possíveis reflexões, no âmbito familiar. Espero que essas questões e respostas  apresentadas possam amainar e unir idéias e anseios.
Algumas das questões colocadas abaixo foram examinadas em sintonia com as idéias de educadores como : Prof. José Henrique de Souza (Fundador da atual- Sociedade Brasileira de Eubiose), Paulo Freire e Emília Ferreiro.
Os pais aprendem com os filhos? Uns com os outros?
As opiniões dos filhos embora com pouca idade revela conhecimento semelhante ou igual ao dos pais?
Os filhos devem levar os pais a refletirem sobre suas opiniões! Mas se estes permitirem,  pois ninguém deve invadir o espaço do outro sem que ele permita, mas até que ponto isso é válido?
Os pais também devem levar os filhos à reflexão sem convencê-los assim como os filhos a aceitarem suas idéias impondo-as, pois talvez ambos não encontrem as respostas mais apropriadas para seus anseios.
Pai e Mãe devem apoiar os filhos no que eles acreditam dessa forma seus objetivos podem tomar forma desde que bem orientados pelos pais e principalmente pelos professores.
Pais e filhos não devem ficar chateados ou bravos com a opinião mas sim  respeitarem mutuamente, toda vez que houver discórdia de idéias.
Pais e Mães, devem ouvir e respeitar mais os filhos? Ou mostrar os vários caminhos com diálogo, mas respeitar a vontade dos filhos?
Essas respostas talvez só sejam encontradas com muito diálogo e troca de idéias. Uma sugestão para que essa aproximação de pais e filhos se realize de maneira mais eficaz e tranquila, pode ser feita  com uma simples pergunta ao final  do dia , como:
-Filho(a) o que você fez hoje que gostaria de nos contar?
Dessa maneira a criança ou adolescente criará um contato mais adequado para a relação, no sentido de que os  pais na ação de interrogar geram uma demonstração de interesse e reforço do que é significativo  para a necessidade de interação do jovem e da criança em seu meio.
Pais e Filhos portanto , nunca deixam de aprender uns com os outros, mas esse aprendizado pode e deve existir de forma o mais harmônica possível, sendo que essas reflexões foram feitas por educadores e pensadores, servem de parâmetros para a orientação dessas relações no ambiente familiar e também nas escolas , comunidades.
União e conhecimento só fortalecem a liberdade consciente de expressão!
G TB
Enviado por G TB em 08/02/2016
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras